9.5. Problemas de rede

Quaisquer problemas do seu sistema podem estar relacionados à rede, mesmo que inicialmente não transmitam essa impressão. Por exemplo, o motivo para um sistema não permitir o login de usuários pode ser algum tipo de problema de rede. Esta seção apresenta uma lista de verificação simples que você pode aplicar para identificar a causa de qualquer problema de rede encontrado.

Ao verificar a conexão de rede da sua máquina, proceda da seguinte maneira:

  1. Se estiver usando uma conexão de ethernet, verifique o hardware primeiro. Verifique se o cabo de rede está conectado de forma apropriada ao computador. As luzes de controle próximas ao seu conector Ethernet, se estiver disponível, devem estar ativas.

    Se a conexão falhar, verifique se o cabo de rede funciona com outra máquina. Se funcionar, a placa de rede será a causa da falha. Se hubs ou switches estiverem incluídos na configuração de rede, eles também poderão ser os responsáveis.

  2. Se estiver usando uma conexão sem fio, verifique se o link sem fio pode ser estabelecido por outras máquinas. Se este não for o caso, entre em contato com o administrador da rede sem fio.

  3. Após verificar sua conectividade de rede básica, tente descobrir qual serviço não está respondendo.

    Reúna as informações de endereço de todos os servidores de rede necessários na configuração. Procure-os no módulo YaST apropriado ou consulte o administrador de sistema. A lista a seguir fornece alguns dos servidores de rede típicos envolvidos em uma configuração junto com os sintomas de uma falha.

    DNS (Serviço de nomes)

    Um serviço de nomes inoperante ou defeituoso afeta o funcionamento da rede de várias maneiras. Se a máquina local depender de quaisquer servidores de rede para autenticação e esses servidores não puderem ser encontrados devido a problemas de resolução de nomes, os usuários não serão capazes nem de efetuar login. As máquinas da rede gerenciadas por um servidor de nomes inoperante não seriam capazes de “ver” umas às outras e de se comunicarem.

    NTP (Serviço de Horário)

    Um serviço NTP defeituoso ou totalmente inoperante pode afetar a funcionalidade do servidor X e a autenticação Kerberos.

    NFS (Serviço de Arquivos)

    Se qualquer aplicativo precisar de dados armazenados em um diretório NFS montado, ele não será capaz de inicializar ou funcionar de forma adequada se esse serviço estiver inoperante ou incorretamente configurado. No pior cenário possível, a configuração da área de trabalho de um usuário não será exibida se o seu diretório pessoal contendo os subdiretórios .gconf ou .kde não puderem ser localizados devido a uma falha do servidor NFS.

    Samba (Serviço de Arquivos)

    Se qualquer aplicativo precisar de dados armazenados em um diretório armazenado em um servidor Samba, ele não poderá inicializar ou funcionar de forma adequada se esse serviço estiver inativo.

    NIS (Gerenciamento de Usuário)

    Se o seu sistema SUSE Linux depender de um servidor NIS para fornecer os dados do usuário, os usuários não serão capazes de efetuar login na máquina se o serviço NIS estiver inativo.

    LDAP (Gerenciamento de Usuário)

    Se o seu sistema SUSE Linux depender de um servidor LDAP para fornecer os dados do usuário, os usuários não serão capazes de efetuar login na máquina se o serviço LDAP estiver inativo.

    Kerberos (Autenticação)

    A autenticação não funcionará e haverá falha de login em qualquer máquina.

    CUPS (Impressão de Rede)

    Os usuários não serão capazes de imprimir.

  4. Verifique se os servidores de rede estão em execução e se a configuração de rede permite estabelecer uma conexão:

    [Important]Importante

    O procedimento de depuração descrito abaixo aplica-se somente a uma configuração simples de servidor/cliente de rede que não envolva roteamento interno. Supõe-se que o servidor e o cliente integrem a mesma sub-rede sem necessidade de roteamento adicional.

    1. Use ping nome_do_host (substitua nome_do_host pelo nome do host do servidor) para verificar se cada um deles está funcionando e respondendo à rede. Se esse comando for bem-sucedido, ele informará que o host que você estava procurando está em execução e o serviço de nomes da rede está configurado corretamente.

      Se o ping falhar com destination host unreachable, o seu sistema ou o servidor desejado não está configurado de forma adequada ou está inoperante. Verifique se o sistema é acessível executando ping seu_nome_de_host em outra máquina. Se você obtiver êxito em acessar sua máquina de outra máquina, significará que o servidor não está sendo executado ou não está configurado corretamente.

      Se o ping falhar com unknown host, significará que o serviço de nomes não está configurado corretamente ou o nome do host usado estava incorreto. Use ping -nendereço_ip para tentar conectar-se ao host sem o serviço de nomes. Se isso tiver êxito, verifique a ortografia do nome do host e o serviço de nomes configurado incorretamente na rede. Para obter mais verificações sobre esse assunto, consulte o Passo 4.b. Se o ping ainda falhar, significará que a placa de rede não está configurada de forma correta ou o hardware de rede está defeituoso. Consulte o Passo 4.c para obter informações sobre isso.

    2. Use host nome_do_host para verificar se o nome do host do servidor ao qual você está tentando se conectar está convertido de forma adequada em um endereço IP e vice-versa. Se esse comando retornar o endereço IP do host, significará que o serviço de nomes está funcionando. Se houver falha nesse comando host, verifique todos os arquivos de configuração de rede relevantes para a resolução de nomes e de endereços no seu host:

      /etc/resolv.conf

      Este arquivo é usado para controlar o domínio e o servidor de nomes que você está usando no momento. Ele pode ser modificado manualmente ou ajustado automaticamente pelo YaST ou DHCP. O ajuste automático é preferencial. Porém, verifique se o arquivo tem a estrutura a seguir e se todos os endereços de rede e nomes de domínio estão corretos:

      search nome_de_domínio_totalmente_qualificado servidor_de_nomes endereçoip_do_servidor_de_nomes

      Este arquivo pode conter mais de um endereço de servidor de nomes, mas pelo menos um deles deve estar correto para fornecer a resolução de nomes para o seu host. Se necessário, ajuste o arquivo usando o módulo YaST DNS e Nome de Host.

      Se a conexão de rede for gerenciada por DHCP, habilite o DHCP para mudar as informações de serviço de nomes e nome de host selecionando Modificar Nome de Host via DHCP e Atualizar Servidor de Nomes e Lista de Pesquisa via DHCP no módulo YaST DNS e Nome de Host.

      /etc/nsswitch.conf

      Este arquivo informa ao Linux onde procurar informações de serviço de nomes. Ele deve ter a seguinte aparência:

       ...
      hosts: files dns
      networks: files dns
      ...

      A entrada dns é essencial. Ela informa ao Linux para usar um servidor de nomes externo. Normalmente, essas entradas são feitas automaticamente pelo YaST, mas é recomendável verificar.

      Se todas as entradas relevantes no host estiverem corretas, deixe o seu administrador de sistema verificar a configuração do servidor DNS para obter as informações de zona corretas. Para obter informações detalhadas sobre o DNS, consulte o Capítulo 20, Domain Name System (Sistema de Nomes de Domínio) (↑Referência). Se você verificou se a configuração DNS do seu host e o servidor DNS estão corretos, continue verificando a configuração da rede e do dispositivo de rede.

    3. Se o sistema não puder estabelecer uma conexão a um servidor de redes e você excluiu problemas de serviço de nomes da lista de possíveis responsáveis, verifique a configuração da placa de rede.

      Use o comando ifconfig dispositivo_de_rede (executado como root) para verificar se este dispositivo foi configurado de forma adequada. Verifique se inet address e Mask estão configurados corretamente. Um erro no endereço IP ou um bit ausente na máscara de rede inutilizam a configuração de rede. Se necessário, execute essa verificação no servidor também.

    4. Se o hardware de rede e o serviço de nomes estiverem configurados de forma adequada e em execução, mas algumas conexões de rede externas ainda tiverem longos tempos de espera ou falharem inteiramente, use traceroute nome_de_domínio_totalmente_qualificado (executado como root) para controlar a rota de rede tomada pelas solicitações. Esse comando lista qualquer gateway (hop) que uma solicitação da sua máquina transmitir no caminho ao seu destino. Ele lista o tempo de resposta de cada hop e se esse hop é acessível. Use uma combinação de traceroute e ping para identificar o responsável e informar aos administradores.

Após identificar a causa do problema de rede, você poderá resolvê-lo (se o problema estiver na sua máquina) ou informar os administradores de sistema da rede sobre suas descobertas para que eles possam reconfigurar os serviços ou reparar os sistemas necessários.