1.5. Gerenciamento de sistemas e arquivos

A seção a seguir fornece uma visão geral das ferramentas do Linux para gerenciamento de sistemas e arquivos. Conheça os editores de código-fonte e texto, as soluções de backup e as ferramentas de arquivamento.

Tabela 1.5. Software de gerenciamento de sistemas e arquivos para Windows e Linux

Tarefa

Aplicativo Windows

Aplicativo Linux

Editor de textos

NotePad, WordPad, (X)Emacs

kate, gedit, (X)Emacs, vim

Criador de PDF

Adobe Distiller

Scribus

Viewer de PDF

Adobe Reader

Adobe Reader, Evince, KPDF, Xpdf

Reconhecimento de texto

Recognita, FineReader

GOCR

Programas de pacotes da linha de comando

zip, rar, arj, lha etc.

zip, tar, gzip, bzip2 etc.

Programas de pacotes baseados em GUI

WinZip

Ark, File Roller

Particionador de disco rígido

PowerQuest, Acronis, Partition Commander

YaST, GNU Parted

Software de backup

ntbackup, Veritas

dar, taper, dump

kate

O Kate faz parte da suíte do KDE. Ele é capaz de abrir vários arquivos de uma vez, de forma local ou remota. Com o realce de sintaxe, a criação de arquivos de projeto e a execução de scripts externos, ele é a ferramenta perfeita para um programador. Encontre mais informações em http://kate.kde.org/.

gedit

O GEdit é o editor de texto oficial da área de trabalho do GNOME. Ele oferece recursos semelhantes ao Kate. Encontre mais informações em http://www.gnome.org/projects/gedit/.

(X)Emacs

O GNU Emacs e o XEmacs são editores muito profissionais. O XEmacs é baseado no GNU Emacs. Citando o Manual do GNU Emacs, “O Emacs é um editor extensível, personalizável, com exibição em tempo real e com documentação automática.” Ambos oferecem quase as mesmas funcionalidades com pequenas diferenças. Utilizado por desenvolvedores experientes, eles são altamente extensíveis através da linguagem Emacs Lisp. Eles suportam muitos idiomas como russo, grego, japonês, chinês e coreano. Encontre mais informações em http://www.xemacs.org/ e http://www.gnu.org/software/emacs/emacs.html.

vim

O vim (vi melhorado) é um programa semelhante ao editor de textos vi. Os usuários podem precisar de algum tempo para adaptar-se ao vim, porque ele faz distinção entre o modo de comando e o modo de inserção. Os recursos básicos são os mesmos de todos os editores de texto. O vim oferece algumas opções exclusivas, como gravação de macros, detecção e conversão de formatos de arquivo e vários buffers em uma tela. Encontre mais informações em http://www.vim.org/ ou na Referência.

GOCR

O GOCR é uma ferramenta OCR (optical character recognition). Ele converte imagens digitalizadas de texto em arquivos de texto. Encontre mais informações em http://jocr.sourceforge.net/.

Adobe Reader

O Adobe Reader para Linux é o equivalente exato das versões Windows e Mac desse aplicativo. A aparência no Linux é a mesma das outras plataformas. As outras partes da suíte do Adobe Acrobat não foram adaptadas para o Linux. Encontre mais informações em http://www.adobe.com/products/acrobat/readermain.html.

Evince

O Evince é um viewer de documentos para formatos PDF e PostScript para a área de trabalho do GNOME. Encontre mais informações em http://www.gnome.org/projects/evince/.

KPDF

O KPDF é um aplicativo viewer de PDFs para a área de trabalho do KDE. Seus recursos incluem pesquisa de PDF e o modo de leitura de tela cheia como no Adobe Reader. Encontre mais informações em http://kpdf.kde.org/.

Xpdf

O Xpdf é uma suíte compacta de viewer de PDFs para as plataformas Linux e Unix. Ele inclui um aplicativo viewer e alguns plug-ins de exportação para formatos PostScript ou de texto. Encontre mais informações em http://www.foolabs.com/xpdf/.

gzip, tar, bzip2

Existem vários programas de empacotamento para reduzir o uso de disco. Geralmente, eles diferem somente em seu algoritmo de pacote. O Linux também pode lidar com os formatos de pacotes usados no Windows. Encontre mais informações sobre os comandos gzip e tar na Seção 3.3.1.1, “Administração de arquivos” (↑Inicialização). O bzip2 é um pouco mais eficiente que o gzip, mas precisa de mais tempo, dependendo do algoritmo de pacote.

GNU Parted

O GNU Parted é uma ferramenta de linha de comando usada para criação, destruição, redimensionamento, verificação e cópia de partições e dos sistemas de arquivo dentro delas. Se você precisa criar espaço para os novos sistemas operacionais, use essa ferramenta para reorganizar o uso de disco e copie dados entre os diferentes discos rígidos. Encontre mais informações em http://www.gnu.org/software/parted/.

KDar

O KDar corresponde a KDE disk archiver (armazenador de disco do KDE) e é uma solução de backup independente de hardware. O KDar utiliza catálogos (diferentemente do tar); por isso, é possível extrair um único arquivo sem necessidade de ler todo o arquivo. Também é possível criar backups incrementais. O KDar pode dividir um arquivo em várias partes e acionar a gravação de um CD ou DVD de dados para cada parte. Encontre mais informações sobre o KDar em http://kdar.sourceforge.net/.

taper

O Taper é um programa de backup e restauração que oferece uma interface de usuário amigável para possibilitar o backup e a restauração de arquivos para uma unidade de fita e a partir deste. Também é possível realizar o backup de arquivos para armazená-los. Diretórios selecionados recursivamente também são suportados. Encontre mais informações em http://taper.sourceforge.net/.

dump

O pacote dump contém os comandos dump e restore. O dump examina arquivos em um sistema de arquivos, determina quais precisam de backup e copia esses arquivos para um disco, fita ou outro meio de armazenamento específico. O comando restore realiza a função inversa do dump, ou seja, ele pode restaurar um backup completo de um sistema de arquivos. Encontre mais informações em http://dump.sourceforge.net/.