1.8. Concluindo a instalação

Após concluir a configuração básica do sistema e a instalação de todos os pacotes de software selecionados, forneça uma senha para a conta do administrador do sistema (o usuário root). Em seguida, você pode configurar o acesso à Internet e a conexão de rede. Com uma conexão com a Internet em funcionamento, você pode realizar uma atualização do sistema como parte da instalação. Também é possível configurar um servidor de autenticação para uma administração de usuário centralizada em uma rede local. Por fim, configure os dispositivos de hardware conectados à máquina.

1.8.1. Senha de root

root é o nome do superusuário, que é o administrador do sistema. Diferentemente dos usuários comuns, que podem ou não ter permissão para desempenhar determinadas ações no sistema, o root tem um poder ilimitado para desempenhar qualquer ação: mudar a configuração do sistema, instalar programas e configurar novo hardware. Se os usuários esquecerem suas senhas ou tiverem outros problemas com o sistema, o root poderá ajudá-los. A conta do root só deve ser usada para fins de administração, manutenção e reparo do sistema. É extremamente arriscado efetuar login como root durante o trabalho diário: um único erro poderia levar a uma perda irrecuperável de muitos arquivos do sistema.

Para fins de verificação, a senha de root deve ser digitada duas vezes. Não se esqueça da senha de root. Após ser digitada, essa senha não poderá ser recuperada.

[Warning]O usuário root

O usuário root tem todas as permissões necessárias para fazer mudanças no sistema. Para conduzir tais tarefas, a senha de root é necessária. Você não pode conduzir tarefa administrativa alguma sem essa senha.

1.8.2. Configuração de rede

Você agora pode configurar qualquer dispositivo de rede para uma conexão com o mundo exterior, como placas de rede, modems e hardware ISDN ou DSL. Se você possui esses dispositivos, é uma boa idéia configurá-los neste momento, pois uma conexão com a Internet permite que o YaST recupere todas as atualizações disponíveis do SUSE Linux e as inclua na instalação. Para configurar o hardware de rede nesta etapa, consulte a Seção 18.4, “Configurando uma conexão de rede com o YaST” (↑Referência). Caso contrário, selecione Saltar Configuração e clique em Próximo. O hardware de rede também pode ser configurado após a instalação do sistema.

1.8.3. Configuração de firewall

Quando você se conectar a uma rede, um firewall será iniciado automaticamente na interface configurada. As configurações de firewall são exibidas na caixa de diálogo de configuração de rede. A proposta de configuração do firewall será atualizada automaticamente a cada vez que a configuração de interfaces ou serviços for modificada. Para adaptar as configurações automáticas às suas próprias preferências, clique em Modificar+Firewall. Na nova caixa de diálogo, determine se o firewall deve ser iniciado. Se você não deseja que o firewall seja iniciado, selecione a opção apropriada e saia da caixa de diálogo. Para iniciar e configurar o firewall, clique em Próximo para acessar uma série de caixas de diálogo semelhantes àquelas descritas na Seção 4.1.4.1, “Configurando com o YaST” (↑Referência).

1.8.4. Testando a conexão com a Internet

Se você configurou uma conexão com a Internet, poderá testá-la agora. Para isso, o YaST estabelece uma conexão com o servidor SUSE e verifica se há qualquer atualização de produto disponível para a sua versão do SUSE Linux. Se houver essas atualizações, elas podem ser incluídas na instalação. Também é feito o download das notas de versão mais recentes. Você pode ler essas notas no fim da instalação.

Se você não quiser testar a conexão neste momento, selecione Ignorar Teste e clique em Próximo. Esse procedimento também ignora o download de atualizações de produtos e notas de versão.

1.8.5. Carregando atualizações de software

Se o YaST foi capaz de estabelecer uma conexão com servidores SUSE, selecione se uma atualização online do YaST deve ser realizada. Se houver qualquer pacote de patch disponível nos servidores, faça o download e instale-os agora para corrigir erros conhecidos ou problemas de segurança.

[Important]Fazendo o download de atualizações de software

O download de atualizações pode ser demorado, dependendo da largura de banda da conexão com a Internet e do tamanho dos arquivos de atualização.

Para executar uma atualização do software imediatamente, selecione Sim, executar atualização online agora e clique em OK. Esse procedimento abre a caixa de diálogo de atualização online do YaST com uma lista de patches disponíveis (se houver), que podem ser selecionados e carregados. Para obter informações sobre o processo, leia a Seção 2.3.3, “Atualizando software online”. Esse tipo de atualização pode ser feito a qualquer momento após a instalação. Se preferir não atualizar agora, selecione Ignorar Atualização e clique em OK.

1.8.6. Autenticação do usuário

Se o acesso à rede foi configurado de forma bem-sucedida durante as etapas anteriores da instalação, você agora tem quatro possibilidades de gerenciar contas de usuário no sistema.

Administração de usuário local

Os usuários são administrados localmente no host instalado. Essa é uma opção adequada para estações de trabalho independentes. Os dados do usuário são gerenciados pelo arquivo local /etc/passwd.

LDAP

Os usuários são administrados centralmente em um servidor LDAP em todos os sistemas da rede.

NIS

Os usuários são administrados centralmente em um servidor NIS em todos os sistemas da rede.

Samba

A autenticação SMB é geralmente usada em redes com Linux e Windows.

Se todos os requisitos forem atendidos, o YaST abrirá uma caixa de diálogo na qual é possível selecionar o método de administração do usuário. Se você não tiver as conexões de rede necessárias, crie contas de usuário local.

1.8.7. Configurando o host como um cliente NIS

Para implementar a administração do usuário por meio de NIS, configure um cliente NIS na próxima etapa. Esta seção descreve apenas a configuração do cliente. A configuração de um servidor NIS com o YaST é descrita no Capítulo 21, Usando o NIS (↑Referência).

Na caixa de diálogo do NIS, selecione primeiro se o host tem um endereço IP estático ou o obtém por meio de DHCP. Se você selecionar DHCP, não poderá especificar um domínio NIS ou um endereço de servidor NIS, pois eles são fornecidos pelo servidor DHCP. Há informações sobre DHCP disponíveis no Capítulo 23, DHCP (↑Referência). Se um endereço IP estático for usado, especifique o domínio NIS e o servidor NIS manualmente.

Para pesquisar servidores NIS que transmitem na rede, marque a opção relevante. Você também pode especificar vários domínios NIS e definir um domínio padrão. Para cada domínio, selecione Editar para especificar vários endereços de servidor ou habilitar a função de transmissão por domínio.

Nas configurações de especialista, use Responder aos Hosts Remotos para que outros hosts de rede possam pesquisar qual servidor o cliente usa. Se você ativar Servidor Estragado, as respostas de servidores em portas sem privilégio também serão aceitas. Para obter mais informações, consulte a página do manual de ypbind.

1.8.8. Criando contas de usuário local

O Linux é um sistema operacional que permite a vários usuários trabalharem no mesmo sistema simultaneamente. Cada usuário precisa de uma conta de usuário para efetuar login no sistema. Com as contas de usuário, o sistema ganha muito em termos de segurança. Por exemplo, usuários comuns não podem mudar ou apagar arquivos necessários ao funcionamento adequado do sistema. Ao mesmo tempo, os dados pessoais de um determinado usuário não podem ser modificados, visualizados ou falsificados por outros usuários. Os usuários podem configurar seus próprios ambientes de trabalho e encontrá-los inalterados ao efetuar login novamente.

Se você decidir que não usará um servidor de autenticação para autenticar o usuário, crie usuários locais. Qualquer dado relacionado a contas de usuário (nome, login, senha, etc) é armazenado e gerenciado no sistema instalado.

Figura 1.5. Digitando o nome de usuário e a senha

Digitando o nome de usuário e a senha

Uma conta de usuário local pode ser criada com a caixa de diálogo mostrada na Figura 1.5, “Digitando o nome de usuário e a senha”. Após digitar o nome e o sobrenome, especifique um nome de usuário (login). Clique em Sugestão para que o sistema gere um nome de usuário automaticamente.

Por fim, digite uma senha para o usuário. Digite a senha novamente para confirmação (a fim de garantir que você não digitou algo a mais por engano). O nome de usuário informa ao sistema quem é o usuário e a senha é usada para verificar sua identidade.

[Warning]Nome de usuário e senha

Lembre-se do nome de usuário e da senha, pois eles serão necessários sempre que você efetuar login no sistema.

Para proporcionar uma segurança eficaz, a senha deve ter de cinco a oito caracteres. Uma senha pode ter, no máximo, 128 caracteres. No entanto, se nenhum módulo de segurança especial for carregado, somente os primeiros oito caracteres serão usados para distinguir a senha. Senhas diferenciam maiúsculas de minúsculas. Caracteres especiais como tremas não são permitidos. Outros caracteres especiais (ASCII de 7 bits) e os dígitos de 0 a 9 são permitidos.

Duas opções adicionais estão disponíveis para usuários locais:

Receber Mensagens do Sistema por E-Mail

Marcando essa caixa, você recebe mensagens do usuário criadas pelos serviços do sistema. Normalmente, elas são enviadas somente para root, que é o administrador do sistema. Essa opção é útil para a conta usada com mais freqüência, pois é altamente recomendável que o login como root seja efetuado somente em casos especiais.

Login automático

Essa opção estará disponível apenas se o KDE for usado como a área de trabalho padrão. Quando o sistema é iniciado, o usuário atual é automaticamente conectado. Esse recurso é útil principalmente quando o computador é operado por apenas um usuário.

[Warning]Login automático

Com o login automático habilitado, o sistema é inicializado diretamente na sua área de trabalho sem qualquer tipo de autenticação. Se você armazenar dados sensíveis no sistema e o computador puder ser acessado por outros usuários, não deverá habilitar esta opção.

Clique em Gerenciamento de Usuário para criar mais de um usuário. Consulte a Seção 2.8.1, “Gerenciamento de Usuário” para obter mais informações sobre o gerenciamento de usuário.

1.8.9. Notas de versão

Após concluir a configuração de autenticação do usuário, o YaST exibe as notas de versão. É aconselhável ler essas notas, pois elas contêm informações atualizadas importantes que não estavam disponíveis no momento em que os manuais foram impressos. Se você instalou pacotes de atualização, leia a versão mais recente das notas de versão, conforme obtido nos servidores do SUSE.