18.3. Resolução de nomes

O DNS ajuda na designação de um endereço IP a um ou mais nomes e na designação de um nome a um endereço IP. No Linux, essa conversão normalmente é executada por um tipo especial de software chamado bind. A máquina responsável por essa conversão é chamada de servidor de nomes. Os nomes criam um sistema hierárquico, no qual cada componente do nome é separado por pontos. A hierarquia de nomes é, entretanto, independente da hierarquia de endereços IP descrita acima.

Considere um nome completo, como earth.example.com, gravado no formato hostname.domain. Um nome completo, denominado FQDN (Fully Qualified Domain Name - Nome de Domínio Totalmente Qualificado), consiste em um nome de host e um nome de domínio (example.com). O último também inclui o TLD (Top Level Domain - Domínio de Nível Superior (com).

A designação TLD tornou-se bastante confusa por razões históricas. Tradicionalmente, nomes de domínio com três letras são usados nos EUA. No resto do mundo, os códigos nacionais ISO de duas letras são o padrão. Além disso, TLDs mais longos foram introduzidos em 2000, representando certas esferas de atividades (por exemplo, .info, .name, .museum).

No início da Internet (antes de 1990), o arquivo /etc/hosts era usado para armazenar os nomes de todas as máquinas representadas na Internet. Isso rapidamente se tornou impraticável, devido ao crescente número de computadores conectados à Internet. Por essa razão, um banco de dados descentralizado foi desenvolvido para armazenar nomes de hosts de uma forma amplamente distribuída. Esse banco de dados, semelhante ao servidor de nomes, não possui os dados pertencentes a todos os hosts na Internet já disponíveis, mas pode encaminhar solicitações a outros servidores de nomes.

A parte superior da hierarquia é ocupada pelos servidores de nomes raiz. Esses servidores de nomes raiz gerenciam os domínios de nível superior e são executados pelo NIC (Network Information Center). Cada servidor de nomes raiz conhece os servidores de nomes responsáveis por um determinado domínio de nível superior. Para obter informações sobre NICs de domínio superior, vá para http://www.internic.net.

O DNS pode fazer mais do que apenas resolver nomes de hosts. O servidor de nomes também distingue qual host recebe e-mails para um domínio inteiro — o MX (servidor de correio).

Para sua máquina resolver um endereço IP, ela precisa pelo menos conhecer um servidor de nomes e seu respectivo endereço IP. É fácil especificar esse servidor de nomes com a ajuda do YaST. Se você tiver uma conexão de discagem por modem, talvez não precise nem mesmo configurar um servidor de nomes manualmente. O protocolo de discagem fornece o endereço do servidor de nomes enquanto a conexão é efetuada. A configuração de acesso ao servidor de nomes com o SUSE Linux é descrita no Capítulo 20, Domain Name System (Sistema de Nomes de Domínio).

O protocolo whois está intimamente relacionado ao DNS. Com esse programa, é possível descobrir rapidamente o responsável por qualquer domínio especificado.