Capítulo 12. Gerenciamento de dispositivo de kernel dinâmico com udev

Sumário

12.1. O diretório /dev
12.2. udev e uevents de kernel
12.3. Drivers, módulos de kernel e dispositivos
12.4. Inicialização e configuração do dispositivo inicial
12.5. Depurando eventos do udev
12.6. Influenciando o tratamento de evento de dispositivo de kernel com regras do udev
12.7. Nomeação de dispositivo persistente
12.8. O pacote de hotplug substituído
12.9. Mais informações

Desde a versão 2.6, o kernel é capaz de adicionar ou remover praticamente qualquer dispositivo no sistema em execução. Mudanças no estado do dispositivo (se um dispositivo foi conectado ou removido) precisam ser estendidas ao espaço do usuário. Os dispositivos devem ser configurados assim que forem conectados e identificados. Os usuários de um determinado dispositivo devem ser informados sobre qualquer mudança de estado deste dispositivo. O udev fornece a infra-estrutura necessária para manter dinamicamente os arquivos de nó de dispositivo e links simbólicos no diretório /dev. As regras do udev permitem conectar ferramentas externas ao processamento de evento de dispositivo de kernel. Isso permite que você personalize o tratamento do dispositivo de udev, por exemplo, adicionando determinados scripts a serem executados como parte do tratamento do dispositivo de kernel ou solicitar e importar dados adicionais para avaliação durante o tratamento do dispositivo.


12.1. O diretório /dev

Os nós de dispositivo no diretório /dev fornecem acesso aos dispositivos de kernel correspondentes. Com o udev, o diretório /dev reflete o estado atual do kernel. Cada dispositivo de kernel tem um arquivo de dispositivo correspondente. Se um dispositivo for desconectado do sistema, o nó de dispositivo será removido.

O conteúdo do diretório /dev será mantido em um sistema de arquivos temporário e os arquivos serão criados do zero a cada inicialização do sistema. Os arquivos criados manualmente ou modificados intencionalmente não sobrevivem a uma reinicialização. Diretórios e arquivos estáticos que sempre devem estar presentes no diretório /dev, independentemente do estado do dispositivo de kernel correspondente, podem ser colocados no diretório /lib/udev/devices. Na inicialização do sistema, o conteúdo do diretório é copiado para o diretório /dev com propriedade e permissões iguais às dos arquivos em /lib/udev/devices.