Capítulo 22. Compartilhando sistemas de arquivos com o NFS

Sumário

22.1. Importando sistemas de arquivos com o YaST
22.2. Importando sistemas de arquivos manualmente
22.3. Exportando sistemas de arquivos com o YaST
22.4. Exportando sistemas de arquivos manualmente
22.5. Mais informações

Resumo

Como mencionado no Capítulo 21, Usando o NIS, o NFS funciona com o NIS para tornar uma rede transparente para o usuário. Com o NFS, é possível distribuir sistemas de arquivos pela rede. Não importa em qual terminal os usuários estão conectados. Eles sempre se encontram no mesmo ambiente.

Assim como o NIS, o NFS é um sistema cliente/servidor. Uma máquina pode ser ambos — pode fornecer sistemas de arquivos pela rede (exportar) e montar sistemas de arquivos a partir de outros hosts (importar).

[Important]Necessidade do DNS

A princípio, todas as exportações podem ser feitas usando somente endereços IP. Para evitar tempos de espera, você deve ter um sistema DNS em funcionamento. Isso é necessário pelo menos para fins de registro, pois o daemon montado inverte pesquisas.


22.1. Importando sistemas de arquivos com o YaST

Usuários autorizados para fazer isso podem montar diretórios NFS a partir de um servidor NFS em suas próprias árvores de arquivos. Isso pode ser feito mais facilmente usando o módulo YaST Cliente NFS. Basta digitar o nome de host do servidor NFS, o diretório a ser importado e o ponto de montagem no qual esse diretório deve ser montado localmente. Tudo isso é feito depois que você clica em Adicionar na primeira caixa de diálogo. Clique em Abrir Porta no Firewall para abrir o firewall e permitir que computadores remotos acessem o serviço. O status do firewall é mostrado próximo à caixa de seleção. Ao clicar em OK, você grava suas mudanças. Consulte a Figura 22.1, “Configuração do cliente NFS com o YaST”.

Figura 22.1. Configuração do cliente NFS com o YaST

Configuração do cliente NFS com o YaST