Capítulo 20. Domain Name System (Sistema de Nomes de Domínio)

Sumário

20.1. Terminologia DNS
20.2. Configuração com o YaST
20.3. Iniciando o BIND do servidor de nomes
20.4. O arquivo de configuração /etc/named.conf
20.5. Arquivos de zona
20.6. Atualização dinâmica dos dados da zona
20.7. Transações de segurança
20.8. Segurança do DNS
20.9. Mais informações

Resumo

O DNS (Domain Name System - Sistema de Nomes de Domínio) é necessário para resolver nomes de domínio e nomes de host em endereços IP. Dessa forma, o endereço IP 192.168.0.0 é designado ao nome de host earth, por exemplo. Antes de configurar o servidor de nomes, leia as informações gerais sobre o DNS na Seção 18.3, “Resolução de nomes”. Os exemplos de configuração a seguir se referem ao BIND.


20.1. Terminologia DNS

Zona

O namespace do domínio é dividido em regiões chamadas zonas. Por exemplo, se você tiver o opensuse.org, terá a seção opensuse, ou zona, do domínio org.

Servidor DNS

O servidor DNS é um servidor que mantém o nome e as informações de IP de um domínio. Você pode ter um servidor DNS primário para a zona master, um servidor secundário para a zona escrava ou um servidor escravo sem nenhuma zona para cache.

Servidor DNS de zona master

A zona master inclui todos os hosts da rede, e uma zona master de servidor DNS armazena todos os registros atualizados de todos os hosts do seu domínio.

Servidor DNS de zona escrava

Uma zona escrava é uma cópia da zona master. O servidor DNS da zona escrava obtém os dados de zona sem operações de transferência da zona do servidor master. O servidor DNS de zona escrava responde com autoridade à zona contanto que tenha dados de zona válidos (não expirados). Se o escravo não conseguir obter uma cópia nova dos dados de zona, pára de responder à zona.

Encaminhador

Encaminhadores são servidores DNS para os quais o servidor DNS deve enviar consultas que não consiga responder.

Registro

O registro contém informações sobre nome e endereço IP. Os registros com suporte e suas sintaxes são descritas na documentação do BIND. Alguns registros especiais são:

Registro NS

Um registro NS informa aos servidores de nome quais máquinas são responsáveis por uma determinada zona de domínio.

Registro MX

Os registros MX (servidor de correio) descrevem quais máquinas devem ser contatadas para direcionar a correspondência pela Internet.

Registro SOA

O registro SOA (Start of Authority) é o primeiro registro em um arquivo de zona. O registro SOA é usado quando o DNS é usado para sincronizar os dados entre vários computadores.