Capítulo 23. DHCP

Sumário

23.1. Configurando um servidor DHCP com o YaST
23.2. Pacotes de software DHCP
23.3. O dhcpd do servidor DHCP
23.4. Mais informações

Resumo

A finalidade do DHCP é designar configurações de redes de forma central, a partir de um servidor, em vez de defini-las localmente em cada estação de trabalho. Um host configurado para usar o DHCP não tem controle sobre seu próprio endereço estático. Ele é habilitado para configurar a si mesmo de forma completa e automática, de acordo com as direções do servidor. Se você usar o NetworkManager no lado cliente, não será necessário configurar o cliente. Isto é útil caso haja ambientes variáveis e apenas uma interface ativa de cada vez. Nunca use o NetworkManager em uma máquina que execute um servidor DHCP.

Uma forma de configurar um servidor DHCP é identificar cada cliente através do endereço de hardware de sua respectiva placa de rede (na maioria dos casos, fixa) e, então, fornecer a esse cliente configurações idênticas toda vez que ele se conectar ao servidor. O DHCP também pode ser configurado para designar endereços a cada cliente interessado de forma dinâmica, a partir de um pool de endereços configurado para isso. No último caso, o servidor DHCP tenta designar o mesmo endereço ao cliente toda vez que ele recebe uma solicitação, mesmo durante períodos mais longos. Isso só funciona enquanto a rede não tiver mais clientes do que endereços.

O DHCP facilita a vida dos administradores do sistema. Quaisquer mudanças, mesmo as maiores, relacionadas a endereços e à configuração de rede, geralmente podem ser implementadas de forma centralizada, editando o arquivo de configuração do servidor. Isso é mais conveniente do que reconfigurar inúmeras estações de trabalho. Também é muito mais fácil integrar máquinas, especialmente as mais novas, na rede, pois podem receber um endereço IP do pool. A recuperação de configurações de rede apropriadas de um servidor DHCP é útil principalmente no caso de laptops regularmente usados em redes diferentes.

Um servidor DHCP não só fornece o endereço IP e a máscara de rede, como também os endereços do servidor de nomes, o nome de host, o nome de domínio e o gateway a ser usado pelo cliente. Além disso, o DHCP permite que vários outros parâmetros sejam configurados de forma centralizada, por exemplo, um servidor de horários do qual clientes possam fazer poll do horário atual ou até mesmo um servidor de impressão.


23.1. Configurando um servidor DHCP com o YaST

Quando o módulo é iniciado pela primeira vez, um assistente é iniciado, solicitando que você tome algumas decisões básicas referentes à administração do servidor. A conclusão dessa configuração inicial produz uma configuração de servidor muito básica, que deve funcionar com aspectos essenciais. O modo de especialista pode ser usado para lidar com tarefas de configuração mais avançadas.

seleção de placa

Na primeira etapa, o YaST procura interfaces de rede disponíveis no sistema e, depois, mostra-as em uma lista. Na lista, selecione a interface em que o servidor DHCP deve escutar e clique em Adicionar. Em seguida, selecione Abrir Firewall para Interfaces Selecionadas para abrir o firewall para essa interface. Consulte a Figura 23.1, “Servidor DHCP: seleção de placa”.

Figura 23.1. Servidor DHCP: seleção de placa

Servidor DHCP: seleção de placa
configurações globais

Nos campos de entrada, forneça os detalhes da rede para todos os clientes que o servidor DHCP deve gerenciar. Esses detalhes são o nome de domínio, o endereço de um servidor de horário, os endereços do servidor de nomes primário e secundário, os endereços de um servidor WINS e de impressão (para uma rede mista com os clientes Windows e Linux), o endereço de gateway e o tempo de aluguel. Consulte a Figura 23.2, “Servidor DHCP: configurações globais”.

Figura 23.2. Servidor DHCP: configurações globais

Servidor DHCP: configurações globais
DHCP dinâmico

Nessa etapa, configure o nível de dinamismo dos endereços IP designados aos clientes. Para fazer isso, especifique uma faixa IP a partir da qual o servidor pode designar endereços a clientes DHCP. Todos esses endereços precisam ser cobertos pela mesma máscara de rede. Especifique também o tempo de aluguel durante o qual um cliente pode manter seu endereço IP sem precisar solicitar uma extensão do aluguel. Outra opção é especificar o tempo de aluguel máximo, que é o período durante o qual o servidor reserva um endereço IP para um cliente específico. Consulte a Figura 23.3, “Servidor DHCP: DHCP dinâmico”.

Figura 23.3. Servidor DHCP: DHCP dinâmico

Servidor DHCP: DHCP dinâmico
Concluindo a configuração e definindo o modo de início

Depois da terceira parte do assistente de configuração, uma última caixa de diálogo é mostrada, na qual você pode definir como o servidor DHCP deve ser inicializado. Aqui, especifique se o servidor DHCP deve iniciar automaticamente quando o sistema for inicializado ou iniciar manualmente (por exemplo, para fins de teste) quando necessário. Clique em Concluir para concluir a configuração do servidor. Consulte a Figura 23.4, “Servidor DHCP: Inicialização”.

Figura 23.4. Servidor DHCP: Inicialização

Servidor DHCP: Inicialização