4.3. Relatórios

O recurso de geração de relatório do Novell AppArmor confere flexibilidade, o que aprimora a maneira como os usuários podem ver os dados de evento de segurança. A ferramenta de relatório executa o seguinte:

Usando relatórios, é possível ler eventos de segurança importantes do Novell AppArmor relatados nos arquivos de registro sem precisar peneirar manualmente as mensagens pesadas, úteis apenas para a ferramenta logprof. É possível restringir o tamanho do relatório, filtrando por faixa de datas ou nome de programa. Também é possível exportar um arquivo html ou csv .

Os três tipos de relatórios disponíveis no Novell AppArmor são:

Resumo de Segurança Executivo

Um relatório combinado, que consiste em um ou mais relatórios de incidente de segurança em uma ou mais máquinas. Este relatório pode fornecer uma visão única dos eventos de segurança em várias máquinas. Para obter mais detalhes, consulte Seção 4.3.1.3, “Resumo de Segurança Executivo” (↑Guia de Administração do Novell AppArmor 2.0).

Relatório de Auditoria de Aplicativos

Uma ferramenta de auditoria que informa quais servidores de aplicativos estão em execução e se os aplicativos são delimitados pelo AppArmor. Os servidores de aplicativos são aplicativos que aceitam conexões de entrada de rede. Para obter mais detalhes, consulte Seção 4.3.1.1, “Relatório de Auditoria de Aplicativos” (↑Guia de Administração do Novell AppArmor 2.0).

Relatório de Incidentes de Segurança

Um relatório que exibe a segurança de aplicativo de um único host. Ele relata as violações de política para aplicativos delimitados localmente durante um período de tempo específico. Você pode editar e personalizar este relatório ou adicionar novas versões. Para obter mais detalhes, consulte Seção 4.3.1.2, “Relatório de Incidentes de Segurança” (↑Guia de Administração do Novell AppArmor 2.0).

Para usar os recursos de relatório do Novell AppArmor, prossiga com as seguintes etapas:

  1. Para executar relatórios, abra YaST+Novell AppArmor. A interface do Novell AppArmor é aberta.

    Interface do AppArmor
  2. Em Novell AppArmor, clique em Relatórios do AppArmor. A janela Relatório de Eventos de Segurança do AppArmor será exibida. Na janela Relatórios, selecione uma opção e prossiga para a seção para obter instruções:

    janela Relatórios
    Visualizar Arquivo

    Exibe todos os relatórios que foram executados e armazenados em /var/log/apparmor/reports-archived/. Selecione o relatório que deseja ver detalhadamente e clique em Exibir. Para obter instruções sobre Visualizar Arquivo, vá para a Seção 4.3.1, “Visualizando relatórios arquivados” (↑Guia de Administração do Novell AppArmor 2.0).

    Executar Agora

    Produz uma versão instantânea do tipo de relatório selecionado. Se você selecionar um relatório de incidente de segurança, ele pode ser filtrado ainda mais de várias maneiras. Para obter instruções sobre Executar Agora, vá para a Seção 4.3.2, “Executar Agora: executando relatórios sob demanda” (↑Guia de Administração do Novell AppArmor 2.0).

    Adicionar

    Cria um relatório de incidente de segurança programado. Para obter instruções sobre Adicionar, vá para a Seção 4.3.3, “Adicionando novos relatórios” (↑Guia de Administração do Novell AppArmor 2.0).

    Editar

    Edita um relatório de incidente de segurança programado.

    Apagar

    Apaga um relatório de incidente de segurança programado. Todos os relatórios de ações ou padronizados não podem ser apagados.

    Voltar

    Retorna à tela principal do Novell AppArmor.

    Interromper

    Retorna à tela principal do Novell AppArmor.

    Próximo

    Executa a mesma função do botão Executar Agora.

4.3.1. Visualizando relatórios arquivados

Visualizar Relatórios permite que você especifique a localização de um acúmulo de relatórios de um ou mais sistemas, incluindo a capacidade de filtrar por data ou nomes de programas acessados e exibi-los juntos em um relatório.

  1. Na janela Relatório de Eventos de Segurança do AppArmor, selecione Visualizar Arquivo.

    Relatório de Eventos de Segurança
  2. Selecione o tipo de relatório a ser visualizado. Alterne entre os diversos tipos (SIR, App Aud e ESS (Relatório de Incidente de Segurança - Auditoria de Aplicativos - Resumo de Segurança Executivo).

  3. Você pode alterar a localização do diretório dos relatórios arquivados em Localização dos Relatórios Arquivados. Selecione Aceitar para usar o diretório atual ou selecione Pesquisar para encontrar uma nova localização de relatório. O diretório padrão é /var/log/apparmor/reports-archived/.

  4. Para visualizar todos os relatórios no arquivo, selecione Visualizar Tudo. Para visualizar um relatório específico, selecione um arquivo de relatório indicado no campo Relatório, e selecione Visualizar.

  5. Para os relatórios Auditoria de Aplicativos e Resumo de Segurança Executivo, prossiga para o Passo 9 (↑Guia de Administração do Novell AppArmor 2.0).

  6. A Caixa de Diálogo Configuração de Relatório abre para relatórios de Incidentes de Segurança.

    Configuração de Relatório
  7. A Caixa de Diálogo Configuração de Relatório permite filtrar os relatórios selecionados na tela anterior. Digite os detalhes de filtro desejados. Os campos são:

    Faixa de Data

    Para exibir relatórios para um determinado período de tempo, selecione Filtrar por Faixa de Data. Digite as datas de início e término que definem o escopo do relatório.

    Nome do Programa

    Ao digitar um padrão ou nome de programa que corresponda ao nome do arquivo binário executável do programa de interesse, o relatório exibirá eventos de segurança que ocorreram para um programa específico.

    Nome do Perfil

    Ao digitar o nome do perfil, o relatório exibirá os eventos de segurança gerados para o perfil especificado. Use isso para ver o que está sendo delimitado por um perfil específico.

    Número do PID

    O Número do PID identifica exclusivamente um processo ou programa em execução específico (esse número é válido somente durante o tempo de vida desse processo).

    Nível de Gravidade

    Selecione o nível de gravidade mais baixo para os eventos de segurança que deseja incluir no relatório. O nível de gravidade selecionado e acima serão incluídos nos relatórios.

    Detalhe

    Uma fonte à qual o perfil negou acesso. Isso inclui recursos e arquivos. Use esse campo para relatar os recursos aos quais os perfis impedem acesso.

    Tipo de Acesso

    O tipo de acesso descreve o que está realmente acontecendo com o evento de segurança. As opções são: PERMITTING, REJECTING ou AUDITING.

    Modo

    O Modo é a permissão concedida pelo perfil ao programa ou processo ao qual ele é aplicado. As opções são: r (ler) w (gravar) l (vincular) x (executar).

    Tipo de Exportação

    Permite que você exporte um arquivo CSV (valores separados por vírgula) ou HTML. O arquivo CSV usa vírgulas para separar partes de dados nas entradas de registro, usando um formato de dados padrão para importar para aplicativos orientados a tabelas. Você pode digitar um nome de caminho completo para seu relatório exportado no campo fornecido.

    Localização para Armazenar Registro

    Permite mudar a localização de armazenamento do relatório exportado. A localização padrão é /var/log/apparmor/reports-exported. Ao mudar esta localização, selecione Aceitar. Selecione Pesquisar para pesquisar o sistema de arquivos.

  8. Para ver o relatório, filtrado como desejado, selecione Próximo. É exibido um dos três relatórios.

  9. Consulte as seções a seguir para obter informações detalhadas sobre cada tipo de relatório.

4.3.1.1. Relatório de Auditoria de Aplicativos

Uma ferramenta de auditoria que informa quais servidores de aplicativos estão em execução e se os aplicativos são delimitados pelo AppArmor. Os servidores de aplicativos são aplicativos que aceitam conexões de entrada de rede. Esse relatório fornece o endereço IP da máquina de host, a data de execução do Relatório de Auditoria de Aplicativos, o nome e caminho do servidor de aplicativos ou programa não delimitado, o perfil sugerido ou um marcador para um perfil de um programa não delimitado, o número de ID do processo, o estado do programa (delimitado ou não) e o tipo de delimitação que o perfil está executando (forçado/reclamação).

A tela a seguir representa um relatório de auditoria de aplicativos:

Relatório de auditoria de aplicativos

Veja abaixo as definições para os campos do relatório de auditoria de aplicativos:

Host

A máquina protegida pelo AppArmor para a qual os eventos de segurança são relatados.

Data

A data em que ocorreram os eventos de segurança.

Programa

O nome do processo em execução.

Perfil

O nome absoluto do perfil de segurança aplicado ao processo.

PID

O número de ID do processo identifica exclusivamente um processo ou programa em execução específico (esse número é válido somente durante o tempo de vida desse processo).

Estado

Este campo revela se o programa indicado no campo de programa é delimitado. Se não for delimitado, é possível criar um perfil para ele.

Tipo

O campo revela o tipo de delimitação que o evento de segurança representa. Diz se é reclamação ou aplicação. Se o aplicativo não for delimitado (estado), nenhum tipo de delimitação é relatado.

4.3.1.2. Relatório de Incidentes de Segurança

Um relatório que exibe eventos de segurança de interesse para o administrador. Ele relata as violações de política para aplicativos delimitados localmente durante um período de tempo específico. O estado do mecanismo de política e as exceções de política dos relatórios SIR mudam. Esses dois tipos de eventos de segurança são definidos da seguinte forma:

Exceções de Política

Quando um aplicativo solicita um recurso não definido em seu perfil, um evento de segurança é gerado. É gerado um relatório que exibe eventos de segurança de interesse para o administrador. Ele relata as violações de política para aplicativos delimitados localmente durante um período de tempo específico. O estado do mecanismo de política e as exceções de política dos relatórios SIR mudam.

Mudanças do Estado de Mecanismo de Política

Aplica a política nos aplicativos e mantém seu próprio estado, inclusive quando o mecanismo inicia ou pára, quando a política é recarregada e quando o recurso de segurança global é habilitado ou desabilitado.

A tela a seguir representa um relatório SIR:

Relatório de incidentes de segurança

Veja abaixo as definições para os campos do relatório SIR:

Host

A máquina protegida pelo AppArmor para a qual os eventos de segurança são relatados.

Data

A data em que ocorreram os eventos de segurança.

Programa

O nome do processo em execução.

Perfil

O nome absoluto do perfil de segurança aplicado ao processo.

PID

O número de ID do processo identifica exclusivamente um processo ou programa em execução específico (esse número é válido somente durante o tempo de vida desse processo).

Gravidade

Os níveis de gravidade dos eventos são relatados do banco de dados de gravidade. O banco de dados de gravidade define a importância dos eventos de segurança potenciais e numera-os de um a dez, dez sendo o incidente de segurança mais grave. Os níveis de segurança são determinados pela ameaça ou importância dos diversos eventos de segurança, como determinados recursos acessados ou serviços negados.

Modo

O modo é a permissão concedida pelo perfil ao programa ou processo ao qual ele é aplicado. As opções são r (ler) w (gravar) l (vincular) x (executar).

Detalhe

Uma fonte à qual o perfil negou acesso. Isso inclui recursos e arquivos. Use esse campo para relatar os recursos aos quais os perfis impedem acesso.

Tipo de Acesso

O tipo de acesso descreve o que está realmente acontecendo com o evento de segurança. As opções são PERMITTING, REJECTING ou AUDITING.

4.3.1.3. Resumo de Segurança Executivo

Um relatório combinado que consiste em um ou mais relatórios de alto nível de uma ou mais máquinas. Esse relatório poderá fornecer uma visão única dos eventos de segurança em várias máquinas, se os dados de cada máquina forem copiados para o diretório de relatórios arquivados: /var/log/apparmor/reports-archived. Esse relatório fornece o endereço IP da máquina de host, as datas de início e término dos eventos em poll, número total de rejeições, número total de eventos, média dos níveis de gravidade relatados e o nível mais alto de gravidade relatado. Uma linha do relatório ESS representa uma faixa dos relatórios SIR.

A tela a seguir representa um Resumo de Segurança Executivo:

Resumo de segurança executivo

Veja abaixo as definições para os campos do resumo de segurança executivo:

Host

A máquina protegida pelo AppArmor para a qual os eventos de segurança são relatados.

Data inicial

A primeira data em uma faixa de datas durante as quais eventos de segurança são relatados.

Data de término

A última data em uma faixa de datas durante as quais eventos de segurança são relatados.

Nº de Rejeições

Na faixa de datas determinada, o número total de eventos de segurança que são tentativas de acesso negadas.

Nº de Eventos

Na faixa de datas determinada, o número total de eventos de segurança.

Média de Gravidade

É a média dos níveis de gravidade relatados na faixa de datas dada. Gravidades desconhecidas são desconsideradas neste número.

Gravidade Alta

É a gravidade do evento de gravidade mais alta relatada na faixa de datas determinada.

4.3.2. Executar Agora: executando relatórios sob demanda

O recurso de relatório Executar Agora permite que você extraia informações de relatório instantaneamente dos registros de evento do Novell AppArmor sem esperar pelos eventos programados. Retorne ao início desta seção se precisar de ajuda para navegar para a tela de relatório principal (consulte a Seção 4.3, “Relatórios” (↑Guia de Administração do Novell AppArmor 2.0)). Execute as seguintes etapas para executar um relatório da lista de relatórios:

  1. Selecione o relatório a executar instantaneamente da lista de relatórios na janela Relatórios de Programação.

  2. Selecione Executar Agora ou Próximo. A tela seguinte depende do relatório selecionado na etapa anterior. Para os relatórios Auditoria de Aplicativos e Resumo de Segurança Executivo, prossiga para o Passo 6 (↑Guia de Administração do Novell AppArmor 2.0).

  3. A Caixa de Diálogo Configuração de Relatório é exibida para relatórios de incidente de segurança.

    Configuração de Relatório
  4. A Caixa de Diálogo Configuração de Relatório permite que você filtre os relatórios selecionados na tela anterior. Digite os detalhes de filtro desejados. As seguintes opções de filtro estão disponíveis:

    Faixa de Data

    Para limitar relatórios a um determinado período de tempo, selecione Filtrar por Faixa de Data. Digite as datas de início e término que definem o escopo do relatório.

    Nome do Programa

    Ao digitar um padrão ou nome de programa que corresponda ao nome do arquivo binário executável do programa de interesse, o relatório exibirá eventos de segurança que ocorreram para um programa específico.

    Nome do Perfil

    Ao digitar o nome do perfil, o relatório exibirá os eventos de segurança gerados para o perfil especificado. Use isso para ver o que está sendo delimitado por um perfil específico.

    Número do PID

    O número de ID do processo identifica exclusivamente um processo ou programa em execução específico (esse número é válido somente durante o tempo de vida desse processo).

    Nível de Gravidade

    Selecione o nível de gravidade mais baixo para os eventos de segurança que deseja incluir no relatório. O nível de gravidade selecionado e acima serão incluídos nos relatórios.

    Detalhe

    Uma fonte à qual o perfil negou acesso. Isso inclui recursos e arquivos. Use esse campo para relatar os recursos aos quais os perfis impedem acesso.

    Tipo de Acesso

    O tipo de acesso descreve o que está realmente acontecendo com o evento de segurança. As opções são PERMITTING, REJECTING ou AUDITING.

    Modo

    O modo é a permissão concedida pelo perfil ao programa ou processo ao qual ele é aplicado. As opções são r (ler) w (gravar) l (vincular) x (executar).

    Tipo de Exportação

    Permite que você exporte um arquivo CSV (valores separados por vírgula) ou HTML. O arquivo CSV usa vírgulas para separar partes de dados nas entradas de registro, usando um formato de dados padrão para importar para aplicativos orientados a tabelas. Você pode digitar um nome de caminho completo para seu relatório exportado no campo fornecido.

    Localização para Armazenar Registro

    Permite que você mude a localização de armazenamento do relatório exportado. A localização padrão é /var/log/apparmor/reports-exported. Ao mudar esta localização, selecione Aceitar. Selecione Pesquisar para pesquisar o sistema de arquivos.

  5. Para ver o relatório, filtrado como desejado, selecione Próximo. É exibido um dos três relatórios.

  6. Consulte as seções a seguir para obter informações detalhadas sobre cada tipo de relatório.

4.3.3. Adicionando novos relatórios

Adicionar novos relatórios permite que você crie um relatório de incidente de segurança programado que exibe eventos de segurança do Novell AppArmor de acordo com filtros predefinidos. Quando um relatório é configurado em Relatórios de Programação, ele inicia periodicamente um relatório de eventos de segurança do Novell AppArmor que ocorreram no sistema.

Você pode configurar relatórios para serem executados em um período especificado a cada mês, semana, dia ou hora. Você pode configurar o relatório para exibir rejeições para determinados níveis de gravidade ou para filtrar por nome de programa, nome de perfil, nível de gravidade ou recursos negados. Este relatório pode ser exportado para um formato de arquivo HTML (Hypertext Markup Language) ou CSV (Comma Separated Values).

[Note]Nota

Retorne ao início desta seção se precisar de ajuda para navegar para a tela de relatório principal (consulte a Seção 4.3, “Relatórios” (↑Guia de Administração do Novell AppArmor 2.0)).

Para adicionar um novo relatório de incidente de segurança programado:

  1. Clique em Adicionar para criar um novo relatório de incidente de segurança. A primeira página de Adicionar SIR Programado é aberta.

    Adicionar SIR programado
  2. Preencha os campos com as seguintes informações sobre filtro, conforme a necessidade:

    Nome de Relatório

    Especifique o nome do relatório. Use nomes que diferenciem facilmente um relatório do próximo.

    Dia do Mês

    Selecione um dia do mês para ativar a filtragem mensal nos relatórios. Se você selecionar Todos, a filtragem mensal não será realizada.

    Dia da Semana

    Selecione o dia da semana para programar relatórios semanais, se desejado. Se você selecionar Todos, a filtragem semanal não é realizada. Se for selecionado relatório mensal, este campo assume como padrão Todos.

    Hora e Minuto

    Selecione a hora. Especifica a hora e o minuto em que deseja executar os relatórios. Se não mudar a hora, os relatórios selecionados são executados à meia-noite. Se nem mês ou dia da semana forem selecionados, o relatório é executado diariamente na hora especificada.

    Enviar por E-mail ao Destino

    Você tem a capacidade de enviar o relatório de incidente de segurança programado por e-mail a até três destinatários. Basta inserir os endereços de e-mail de quem solicita informações de incidentes de segurança.

    Tipo de Exportação

    Permite que você exporte um arquivo CSV (valores separados por vírgula) ou HTML. O arquivo CSV usa vírgulas para separar partes de dados nas entradas de registro, usando um formato de dados padrão para importar para aplicativos orientados a tabelas. Você pode digitar um nome de caminho completo para seu relatório exportado no campo fornecido.

    Localização para Armazenar Registro

    Permite que você mude a localização de armazenamento do relatório exportado. A localização padrão é /var/log/apparmor/reports-exported. Ao mudar esta localização, selecione Aceitar. Selecione Pesquisar para pesquisar o sistema de arquivos.

  3. Clique em Próximo para ir até a segunda página de Adicionar SIR Programado.

    Adicionar SIR programado, página 2
  4. Preencha os campos com as seguintes informações sobre filtro, conforme a necessidade:

    Nome do Programa

    Você pode especificar um padrão ou nome de programa que corresponda ao nome do arquivo binário executável do programa de interesse. O relatório exibe eventos de segurança que ocorreram apenas para o programa especificado.

    Nome do Perfil

    Você pode especificar o nome do perfil para o qual o relatório deve exibir eventos de segurança. Use isso para ver o que está sendo delimitado por um perfil específico.

    Número do PID

    O número de ID do processo identifica exclusivamente um processo ou programa em execução específico (esse número é válido somente durante o tempo de vida desse processo).

    Detalhe

    Uma fonte à qual o perfil negou acesso. Isso inclui recursos e arquivos. Use esse campo para criar um relatório dos recursos aos quais os perfis impedem acesso.

    Gravidade

    Selecione o nível de gravidade mais baixo para os eventos de segurança a incluir no relatório. O nível de gravidade selecionado e acima serão incluídos nos relatórios.

    Tipo de Acesso

    O tipo de acesso descreve o que está realmente acontecendo com o evento de segurança. As opções são PERMITTING, REJECTING ou AUDITING.

    Modo

    O modo é a permissão concedida pelo perfil ao programa ou processo ao qual ele é aplicado. As opções são r (ler) w (gravar) l (vincular) x (executar).

  5. Clique em Salvar para gravar este relatório. O Novell AppArmor retorna para a janela principal Relatórios Programados, onde o relatório recém-programado aparece na lista de relatórios.

4.3.4. Editando relatórios

Na tela Relatórios do AppArmor, você pode selecionar e editar um relatório. Os relatórios de ações não podem ser editados nem apagados.

[Note]Nota

Retorne ao início desta seção se precisar de ajuda para navegar para a tela de relatório principal (consulte a Seção 4.3, “Relatórios” (↑Guia de Administração do Novell AppArmor 2.0)).

Execute as seguintes etapas para executar um relatório da lista de relatórios:

  1. Na lista de relatórios da janela Relatórios Programados, selecione o relatório a editar.

  2. Clique em Editar para editar o relatório de incidente de segurança. A primeira página de Adicionar SIR Programado é aberta.

    Editar SIR programado
  3. Digite as seguintes informações de filtragem, conforme a necessidade:

    Dia do Mês

    Selecione um dia do mês para ativar a filtragem mensal nos relatórios. Se você selecionar Todos, a filtragem mensal não será realizada.

    Dia da Semana

    Selecione o dia da semana para programar relatórios semanais, se desejado. Se você selecionar Todos, a filtragem semanal não será realizada. Se for selecionado relatório mensal, este campo assume como padrão Todos.

    Hora e Minuto

    Selecione a hora. Especifica a hora e o minuto em que deseja executar os relatórios. Se você não mudar a hora, os relatórios selecionados serão executados à meia-noite. Se nem dia do mês ou dia da semana forem selecionados, o relatório será executado diariamente na hora especificada.

    Enviar por E-mail ao Destino

    Você tem a capacidade de enviar o relatório de incidente de segurança programado por e-mail a até três destinatários. Basta inserir os endereços de e-mail de quem solicita informações de incidentes de segurança.

    Tipo de Exportação

    Permite que você exporte um arquivo CSV (valores separados por vírgula) ou HTML. O arquivo CSV usa vírgulas para separar partes de dados nas entradas de registro, usando um formato de dados padrão para importar para aplicativos orientados a tabelas. Você pode digitar um nome de caminho completo para seu relatório exportado no campo fornecido.

    Localização para Armazenar Registro

    Permite que você mude a localização de armazenamento do relatório exportado. A localização padrão é /var/log/apparmor/reports-exported. Ao mudar esta localização, selecione Aceitar. Selecione Pesquisar para pesquisar o sistema de arquivos.

  4. Clique em Próximo para ir até a página seguinte de Editar SIR Programado. A segunda página de Editar Relatórios Programados é aberta.

    Editar relatórios programados, página dois
  5. Preencha os campos com as seguintes informações sobre filtro, conforme a necessidade:

    Nome do Programa

    Você pode especificar um padrão ou nome de programa que corresponda ao nome do arquivo binário executável do programa de interesse. O relatório exibe eventos de segurança que ocorreram apenas para o programa especificado.

    Nome do Perfil

    Você pode especificar o nome do perfil para o qual o relatório deve exibir eventos de segurança. Use isso para ver o que está sendo delimitado por um perfil específico.

    Número do PID

    O número de ID do processo identifica exclusivamente um processo ou programa em execução específico (esse número é válido somente durante o tempo de vida desse processo).

    Detalhe

    Uma fonte à qual o perfil negou acesso. Isso inclui recursos e arquivos. Use esse campo para criar um relatório dos recursos aos quais os perfis impedem acesso.

    Gravidade

    Selecione o nível de gravidade mais baixo para os eventos de segurança que deseja incluir no relatório. O nível de gravidade selecionado e acima serão incluídos nos relatórios.

    Tipo de Acesso

    O tipo de acesso descreve o que está realmente acontecendo com o evento de segurança. As opções são PERMITTING, REJECTING ou AUDITING.

    Modo

    O modo é a permissão concedida pelo perfil ao programa ou processo ao qual ele é aplicado. As opções são r (ler) w (gravar) l (vincular) x (executar).

  6. Selecione Salvar para gravar as mudanças a este relatório. O Novell AppArmor retorna para a janela principal Relatórios Programados, onde o relatório programado aparece na lista de relatórios.

4.3.5. Apagando relatórios

Apagar um Relatório permite que você remova permanentemente um relatório da lista de relatórios programados do Novell AppArmor. Para apagar um relatório, siga estas instruções:

  1. Para remover um relatório da lista de relatórios, destaque o relatório e clique em Apagar.

  2. No pop-up de confirmação, selecione Cancelar se não quiser apagar o relatório selecionado. Se tem certeza de que deseja remover o relatório permanentemente da lista de relatórios, selecione Apagar.